segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Vampiros De John Carpenter

Título no Brasil: Vampiros De John Carpenter
Título Original: Vampires
Ano de Produção: 1998
País: Estados Unidos
Estúdio: Columbia Pictures
Direção: John Carpenter
Roteiro: John Steakley, Don Jakoby
Elenco: James Woods, Daniel Baldwin, Sheryl Lee

Sinopse:
Preocupado em eliminar de uma vez por todas com a infame raça dos vampiros que ainda rastejam sobre a Terra, o Vaticano decide enviar um de seus melhores caçadores de monstros da noite, o conhecido Jack Crow (James Woods), até o deserto do Novo México onde ao que tudo indica existe um ninho de vampiros liderado pelo infame Valek (Thomas Ian Griffith). Filme vencedor do Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films nas categorias Melhor Ator (James Woods), Melhor Trilha Sonora (John Carpenter) e Melhor Maquiagem. Também indicado aos prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante (Sheryl Lee) e Melhor Filme de Terror.

Comentários:
O fato de terem dado o título ao filme com uma clara referência ao nome do diretor já mostra bem o tamanho do prestígio de John Carpenter no meio Sci-fi. De fato é um grande mestre, um diretor de obras primas do gênero como "Halloween - A Noite do Terror" e "O Enigma de Outro Mundo", ambos filmes que até hoje em dia são cultuados. Aqui Carpenter resolveu trilhar um caminho diferente, apostando nos sanguinários seres noturnos de dentes pontiagudos. Tentando fugir o máximo possível do clichê situou seu enredo em um dos lugares menos prováveis para se encontrar um sugador de pescoços, o próprio deserto, com seu sol devastador e onipresente. O resultado dessa estranha mistura até se revela interessante, mas nunca consegue chegar a um ponto de se tornar um grande filme. Tudo é bem violento e os ataques mostrados em detalhes cirúrgicos, algo que foge um pouco do estilo do diretor que sempre optou em sua carreira pelo suspense e sugestão, ao invés de expor as vísceras de seus personagens como acontece aqui. Há claras falhas no roteiro e quem acaba segurando a barra no final das contas é o elenco, quem diria. Principalmente o trio principal formado por James Woods, Daniel Baldwin e Sheryl Lee (uma linda atriz cuja carreira infelizmente não decolou). Nesse ponto pode-se acusar eles de qualquer coisa, menos de que não quiseram vestir a camisa do filme. Vestiram sim, mas foi pouco para levantar o filme como um todo. É aquele tipo de produção que nunca cumpre tudo aquilo que prometeu e por isso se torna cada vez menos interessante com o desenvolvimento do enredo. No final o gostinho não é de sangue, mas de leve decepção mesmo.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário