sexta-feira, 20 de maio de 2016

The Offering

Título Original: The Offering
Título no Brasil: Ainda Não Definido
Ano de Produção: 2016
País: Estados Unidos, Singapura
Estúdio: Highland Film Group
Direção: Kelvin Tong
Roteiro: Kelvin Tong
Elenco: Elizabeth Rice, Pamelyn Chee, Matthew Settle
  
Sinopse:
Após a morte de sua irmã em Singapura, a jovem americana Jamie Waters (Elizabeth Rice) resolve viajar até aquele distante país asiático para trazer sua sobrinha de volta aos Estados Unidos. Uma vez lá começa a desconfiar das causas da morte de sua irmã, uma vez que o laudo oficial determinava como causa mortis o suicídio. Pesquisando ela descobre que a velha casa onde ela morava teria um passado negro, onde vários membros de uma mesma família teriam sido mortos por um pai enlouquecido, que praticava magia negra. Agora ela precisa salvar a sobrinha das garras do mal absoluto.

Comentários:
Alguns roteiros de filmes de terror possuem muito potencial. Infelizmente nem sempre grandes ideias dão muito certo nas telas. É o que vejo no caso dessa produção. Há várias boas ideias dentro da trama, mas nenhuma delas é bem trabalhada ou desenvolvida. O simbolismo que vai surgindo é um dos pontos mais interessantes que fica pelo meio do caminho. Várias pessoas, de diferentes camadas sociais, cometem suicídio. No lugar onde as mortes ocorrem surge um velho símbolo demoníaco referente a Leviatã, uma velha criatura citada no velho testamento. Isso por si só já daria margem a uma boa estória de terror, mas nada é muito bem realizado nesse aspecto. A atriz Elizabeth Rice é bonita e diria até talentosa, mas não tem muito o que fazer com o material do roteiro. Em termos de efeitos especiais eles são até discretos. Na cena final acontece um grande exorcismo envolvendo um padre traumatizado com rituais desse tipo, pois no passado uma pessoa exorcizada por ele teria morrido em suas mãos. A culpa então se torna esmagadora. Por essa razão sua fé estaria abalada, chegando ao ponto dele duvidar até mesmo da existência de Deus. Agora, frente a frente com o Leviatã, ele precisa voltar a erguer uma muralha de espiritualidade em torno de si mesmo. Outro fato que acabei percebendo foi que as situações criadas pela trama acabam tendo soluções rápidas demais. Fora isso o suspense não é bem desenvolvido. Em suma, tudo pode ser resumido mesmo na seguinte frase: várias boas ideias que não foram bem aproveitadas. Fica para a próxima então.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★
    Elenco: ★★
    Produção: ★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★
    Nota Geral: 6.7

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir