sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Guia de Episódios - The Flash / The Astronaut Wives Club / Dominion / Manhattan

The Flash 1.01 - Pilot
Sou suspeito para avaliar uma série como essa. Escrevo isso porque sendo bem sincero nunca fui muito fã desse personagem. Eu me lembro vagamente da antiga série, que inclusive chegou a ser exibido pela Rede Globo na época, em 1990. Durou apenas uma temporada e para falar a verdade não chegou a fazer muito sucesso. Na verdade o Flash é um dos heróis que menos me interessam no universo DC. A Warner tem se dado bem em termos de audiência com "Arrow", então era de se esperar que outro personagem da mesma galeria viesse a ganhar uma nova série para o canal a cabo da empresa. Dito isso lamento confessar que esse episódio piloto não me empolgou em nada. O Flash aqui está bem mais jovem do que na antiga versão e o ator que o interpreta, o jovem Grant Gustin, é bem medíocre. O problema central é que o nível etário também caiu para o produto como um todo. Assim o que temos aqui é realmente um seriado mais infanto-juvenil, que provavelmente pouco interessará aos mais adultos. Comparações são sempre equivocadas, porém aqui abrirei uma exceção para dizer que "Arrow" é bem mais interessante do que esse "The Flash". Claro que o arqueiro verde até faz uma micro participação para dar uma força ao novo herói, mas isso soa mesmo gratuito e sem importância. Muito provavelmente não seguirei acompanhando, já que com tantas séries interessantes no ar não há como perder tempo com algo que não se curtiu muito. Vida que segue. / The Flash 1.01 - Pilot (EUA, 2014) Direção: David Nutter / Roteiro: Greg Berlanti, Andrew Kreisberg  / Elenco: Grant Gustin, Candice Patton, Danielle Panabaker.

The Astronaut Wives Club 1.01 - Launch
Essa é a nova série do canal abc. O enredo se passa no começo dos anos 1960. Os Estados Unidos se empenhavam para colocar o primeiro homem no espaço, mas perdem essa honra quando os russos colocam o cosmonauta Iuri Gagarin em órbita. A partir daí o governo de John Kennedy começa a se empenhar totalmente para colocar o primeiro homem na lua. E tudo começa justamente com o projeto Mercury que é mostrado nesse primeiro episódio. O roteiro dessa série porém não se preocupa em explorar a vida política envolvendo a questão e nem muito menos se propõe a mostrar os preparativos e a vida dos astronautas, mas sim focar o interesse nas esposas deles. Na época houve um intenso interesse nelas, uma vez que eram consideradas mulheres de grande coragem por causa da profissão arriscada de seus maridos. Assim a protagonista acaba sendo Louise Shepard (Dominique McElligott), esposa do astronauta Alan Shepard (Desmond Harrington), que em pouco tempo se tornaria o primeiro americano no espaço. Bom, obviamente que a história é interessante e provavelmente chamará a atenção dos que gostam da história da corrida espacial. Infelizmente, como acontece com quase todas as séries da abc, tudo é bem açucarado, amenizado e plastificado. Até mesmo questões que poderiam trazer um pouco de carga dramática para a série - como o fato de Alan Shepard ter sido um grande mulherengo - são deixadas de lado, sem grande desenvolvimento. Tudo é tão família e enlatado que se torna quase constrangedor. Mesmo assim vou seguir em frente acompanhando. Só o simples fato de se passar na década de 60 já é um ponto de interesse. Não tenho ideia se a série vai melhorar com o tempo, mas vale pelo menos lhe dar o benefício da dúvida. / The Astronaut Wives Club 1.01 - Launch (EUA, 2015) Direção: Lone Scherfig / Roteiro: Stephanie Savage / Elenco: JoAnna Garcia Swisher, Yvonne Strahovski, Dominique McElligott.

Manhattan 1.01 - You Always Hurt the One You Love
Episódio piloto dessa nova série Manhattan. Bom, se você andou matando as aulas de história o projeto Manhattan foi um dos mais importantes da história militar dos Estados Unidos. Foi através dele que os americanos conseguiram chegar na tecnologia atômica, criando uma bomba definitiva, que prometia encerrar de uma vez por todas a Segunda Guerra Mundial. Nesse primeiro episódio, como era de se esperar, todos os personagens são apresentados ao espectador. De uma maneira geral temos dois grupos de cientistas disputando internamente para decidir quem seguirá dando as cartas dentro do projeto. Embora não haja um foco em cima de apenas um personagem o enredo coloca em relevo um jovem físico e sua esposa que vão para o meio do deserto desenvolver teorias que depois seriam usadas na construção da bomba. Na verdade o acampamento no meio do nada mais parecia um grupo de habitações provisórias das forças armadas, o que levava as esposas à loucura pela falta de estrutura. No geral temos uma boa série, bem roteirizada e com boa direção de arte e reconstituição histórica. Essa promete por isso seguirei acompanhando.

Dominion 1.03 - Broken Places
Estou quase jogando a toalha dessa série. As coisas andam ruim demais. Claro que por ser uma série do canal Syfy não era de se esperar por nenhuma obra prima da televisão. O problema é mesmo de roteiro. Os episódios não são mal feitos, passa longe disso, alguns efeitos especiais são até bacanas, mas os textos são embaralhados, não possuem fluidez e para completar a trama é completamente truncada e confusa. Pouca coisa lembra o filme original (que repito, não era também lá grande coisa). Fizeram uma mistura indigesta além da conta, se tivessem simplificado mais, teria sido mais eficiente. Agora de todas as coisas ruins de Dominion a mais marcante é mesmo o protagonista e seu papel dentro da estória, uma mistura boba e tosca que o coloca como uma espécie de messias da raça humana. O problema é que como "messias" o sujeito não tem filosofia nenhuma, sabedoria zero e carisma abaixo da escala. Quem em sã consciência consegue acreditar em algo assim, tão sem conteúdo? Pois é, os anjos que me desculpem, gosto muito desse tema, mas seguir em frente está ficando complicado. Daqui a pouco quem baterá asas será esse que vos escreve. / Dominion - Broken Places (EUA, 2013) Direção: Rick Jacobson / Roteiro: Vaun Wilmott, Dario Scardapane / Elenco: Christopher Egan, Tom Wisdom, Roxanne McKee.

Pablo Aluísio e Júlio Abreu. 

Um comentário:

  1. Terror & Ficção
    Guia de Episódios
    Todos os direitos reservados.

    ResponderExcluir