sábado, 29 de outubro de 2016

Maximum Ride

Título Original: Maximum Ride
Título no Brasil: Ainda não definido
Ano de Produção: 2016
País: Estados Unidos
Estúdio: Studio 47
Direção: Jay Martin
Roteiro: James Patterson, Angelique Hanus
Elenco: Allie Marie Evans, Patrick Johnson, Peter O'Brien, Lyliana Wray, Luke Gregory Crosby, Gavin Lewis
  
Sinopse:
Um grupo formado por seis jovens vive escondido numa grande casa isolada nas montanhas. Eles são fugitivos de uma base militar onde tinham passado por todos os tipos de experiências. A razão do interesse em ter todos eles em custódia é o fato de que na realidade aparentam ser criaturas híbridas entre anjos e seres humanos! Um tipo de mutação ainda desconhecida da ciência em geral.

Comentários:
Aventura Sci-fi com adolescentes que possuem asas e saem voando por aí quando necessário. Eles são perseguidos e caçados, principalmente por outras estranhas criaturas conhecidas apenas como captores. Nada é muito explicado nesse filme B que procura fugir dos padrões convencionais. Na verdade penso que essa ideia seria até bem interessante para uma série, pois não é todo dia que se vê algo assim e o público alvo (os teens) poderiam muito bem gostar. A premissa é bem imaginativo e criativa, mas curiosamente a estrutura do roteiro é dos mais banais. A garotinha Angel que faz parte do grupo é capturada e enviada para novos testes em uma instalação remota no Vale da Morte. Assim os mais velhos anjos de sua "família" partem para salvá-la. O enredo não vai muito além disso, nada diferente do que já estamos acostumados (ou melhor dizer, cansados) de ver em outros filmes. O filme também se perde no quesito efeitos especiais. Ora, um roteiro como esse, que pede seres angelicais voando para lá e para cá, precisa de uma boa produção, principalmente no aspecto visual. Como se trata de um filme com orçamento restrito (sim, B) tudo soa meio mal feito. Não chegam a ser efeitos especiais vergonhosos, nada disso, mas deixam a desejar. Pequenos detalhes esboçam esse tipo de falha. Por exemplo, quando os anjos adolescentes sobrevoam um lago seus reflexos não aparecem nas águas cristalinas do lugar. Um erro que pega mal. Pois é, já não se fazem mais anjos como antigamente...

Pablo Aluísio e Júlio Abreu.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★
    Elenco: ★★
    Produção: ★★
    Roteiro: ★★
    Cotação Geral: ★★
    Nota Geral: 6.0

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir